O tempo Vida !

O tempo Vida !
Não se troca um amor velho por um amor novo.Banners original do blog

sábado, 26 de março de 2011

SAÍRA VERDE (Tangara desmaresti)


Características mede 13,5 cm de comprimento. Bico e base do bico pretos. Garganta amarela-escura com pequena mancha central-superior negra. Fronte e área ao redor dos olhos azul-turquesa. Dorso, asas e cauda verdes com listras pretas e pequena mancha amarelo-escuro no encontro das asas. Parte inferior verde com listra central amarela.
Habitat pontos elevados da Serra do Mar, da Mantiqueira, do Caparaó, de Ibitipoca e do Caraça, nas capoeiras e nas matas em regiões montanhosas.
Ocorrência � região Sudeste, do Espírito Santo ao Paraná e Minas Gerais.
Hábitos vive em grupos de 8 a 10 indivíduos. Foi observado nessas aves o ato de "formigar-se", que consiste em agarrar formigas vivas com o bico e introduzi-las entre as penas, evidentemente para gozar o efeito cáustico do ácido fórmico.
Alimentação frugívoro
Reprodução primavera-verão
Ameaças destruição do habitat e caça para o tráfico de animais silvestres.






http://www.observeaveslivres.blogspot.com

Saíra 7 cores


SAÍRA-SETE-CORES (Tangara seledon)



Características mede 13,5 cm de comprimento e pesa 18g. Possui pelagem muito colorida. Cabeça e peito azuis-piscina, faixa preta na parte frontal da garganta, nuca amarelo-alaranjado barriga e cauda esverdeados, cauda com faixas negras. Dorso negro com asas intercalando as cores verde, azul e preta. Base do bico preta.
Habitat em todos os estratos da floresta atlântica e nas matas baixas do litoral.
Ocorrência muito comum no sudeste brasileiro, ocorrendo da Bahia e Minas Gerais ao Rio Grande do Sul.
Alimentação frutos de palmeiras e muitas outras espécies típicas da mata Atlântica.
Reprodução primavera-verão
Ameaças destruição do habitat e caça para o tráfico de animais silvestres.





http://www.vivaterra.org.br/aves_6.htm
http://www.observeaveslivres.blogspot.com

quarta-feira, 23 de março de 2011

Murucututu (Pulsatrix perspicillata)


MURUCUTUTU (Pulsatrix perspicillata)


Características � mede 48 cm de comprimento. Corujão sem "orelhas", face com desenho branco puro, barriga uniforme, branca ou amarela. Íris alaranjada ou amarela.
Habitat � mata alta.
Ocorrência � do México à Bolívia, Paraguai e Argentina. Provavelmente em todo Brasil.
Hábitos � gosta de banhar-se na chuva.
Alimentação � predominam geralmente insetos (gafanhotos, besouros, baratas, etc.), mas apanham roedores, lagartos e rãs.
Reprodução � criam em ninhos abandonados de outras aves. Os ovos são quase redondos, às vezes ovais, de cor branca pura. Filhotes de penugem branca, disco facial preto.
Predadores naturais � a presença de uma coruja, descoberta no seu esconderijo diurno, irrita certas aves, sobretudo Passeriformes (beija-flores), cujos gritos de advertência chamam vizinhos e revelam a presença da coruja inclusive ao homem. Além de molestarem tanto a coruja que acaba saindo a procura de outro esconderijo. Como exemplo de predador temos o pequeno gavião carijó, que chega a apanhar a coruja, pois é uma presa fácil durante o dia.


Ameaças � as corujas merecem a nossa proteção integral. Todas elas proporcionam benefício ao homem pela destruição incessante de insetos e roedores. Temos que combater o preconceito contra essas aves, crendices difamatórias trazidas em parte da Europa, onde também carecem de fundamento. Tais mentiras geram e difundem a antipatia a essas criaturas tão interessantes, cuja vida noturna as torna misteriosas e temidas, dando-lhes a fama de agourentas. É sinal de mentalidade atrasada falar dos pios "agoureiros" das corujas. Os índios adoram as corujas, enquanto os matutos atribuem ao caburé o dom de dar boa sorte. Para os gregos da Antiguidade as corujas, por causa de seus grandes olhos, eram símbolo de sabedoria. A caça, a destruição do habitat e a poluição são as principais ameaças.


Texto da pesquisa
http://www.vivaterra.org.br/aves_4.htm
Imagem do google

Araras Azuis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...