O tempo Vida !

O tempo Vida !
Não se troca um amor velho por um amor novo.Banners original do blog

sexta-feira, 9 de abril de 2010

O belo Canto que encanta!

Muitas pessoas tem uma infinidade de gostos,alguns adoram carros antigos outros amam colecionar todos tipos de souvenirs.
Eu em especial adoro ouvir o canto dos pássaros em liberdade melhor ainda.
Alguns por capricho de muitos em extinção ouvimos em reprodução .Mas existem os que cultuam o hábito de cria-los devidamente autorizados e colocam para reproduzi-los.
Quem não sabe ouve-se dizer tenho um pássaro cantando na mão.Nao e você com a gaiola na mão mas assim .Coisa que exige dedicaçao paciencia e muito insistencia ate coincidir de ter a sorte de ter um exemplar deste kilate que é coisa rara.


Texto pessoal
Video do you tube

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Alma -de-gato


Alma-de-gato (Piaya Cayana - 50 cm)

Apesar do seu tamanho, essa ave não é muito fácil de ser fotografada, pois some de nossas vistas deslocando-se sorrateiramente entre os galhos sem alçar vôo. Seu canto é parecido com o miado de um gato, daí o seu nome popular.

Fonte da pesquisa do blog citado.Adorei imensidão de fotografias.
http://blogdosilvioedaana.blogspot.com/


Imagem do google

segunda-feira, 5 de abril de 2010

ALFAIATE


A forma de alimentação do alfaiate, que “varre” continuamente os lodos
com o seu bico curvo, faz desta limícola uma das mais curiosas aves
aquáticas que podem ser observadas em Portugal.

Identificação

Inconfundível. De grande dimensão, com a sua plumagem preta e branca, o
alfaiate é uma limícola que se identifica à distância. O bico preto é fino e
fortemente recurvado para cima. As patas são cinzentas-azuladas





Abundância e calendário



Portugal acolhe uma parte substancial da população europeia de alfaiates e por isso é um dos poucos
locais do continente onde podem ser vistos alguns milhares de aves desta espécie no mesmo local. O
alfaiate é invernante em Portugal, estando presente sobretudo de Outubro a Março. No sotavento algarvio
existe uma pequena população nidificante.
É uma espécie quase exclusivamente estritamente costeira, que frequenta estuários e salinas.
Ocasionalmente pode ser vista em zonas de água doce no interior do país, mas estes registos envolvem
geralmente um número muito reduzido de aves
Fonte de Pesquisas
Imagens do google
http://reinosdanatureza.com/

Araras Azuis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...